Atualizado em 14:11

Sem água e infraestrutura, alunos deixam de ir à escola em Porto Nacional



Escola em Porto Nacional está sem aula desde o início deste mês.
Segundo professor, um posto artesiano será construído na unidade.

falta_agua_porto_nacional

As aulas que deveriam ter começado no início deste mês na escola no reassentamento São Francisco, em Porto Nacional, ainda não retornaram. O problema é que a unidade está sem água. Além disso, a falta de infraestrutura impede o retorno dos alunos, segundo os moradores. A escola, que tem 80 alunos matriculados, é a única unidade próxima ao reassentamento.

“Eu fico muito triste com isso porque aqui a gente tem a escola perto de casa, então fica melhor para os meninos estudarem, se sentem alguma coisa a gente está perto. Por que precisamos mandá-los para a rua se temos a escola perto de casa?”, indagou a dona de casa Francisca Delice.

Além da falta de água, os pais reclamam de outros problemas na escola, como material didático atrasado. O laboratório de informática que, segundo os moradores, foi construído há seis anos, não funciona.

O professor Weslei Gomes de Oliveira disse que na próxima semana a situação deverá ser resolvida pela Prefeitura de Porto Nacional. “O gestor da escola juntamente com toda a equipe da unidade escolar estão trabalhando e segunda-feira (25) haverá a construção de um novo posto artesiano para abastecer a unidade escolar”, garantiu.

morador_escola_porto_nacional

Morador de reassentamento abre torneira e mostra falta de água em escola em Porto Nacional
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

G1 Tocantins