Jovem encontrada morta em MG é enterrada em Paraíso do Tocantins



A vítima foi velada em um caixão lacrado na manhã desta quarta-feira (21).
Ela foi encontrada dentro de um tambor, com cortes na cabeça e pescoço.

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_01

Késia Freitas foi enterrada na manhã desta quarta-feira, em Paraíso do Tocantins (Foto: Jesana de Jesus/G1)

O corpo de Késia Freitas Cardoso, de 26 anos, foi enterrado nesta quarta-feira (21), em Paraíso do Tocantins. Durante a manhã, parentes e amigos acompanharam o velório da vítima, em caixão lacrado, na casa de uma tia da jovem, localizada no município, a 66 km de Palmas. O corpo foi liberado em Minas Gerais e chegou ao Tocantins por volta das 2h desta madrugada. A jovem foi encontrada morta em Uberlândia na última segunda-feira (19) depois de ficar três dias desaparecida. A vítima estava dentro de um tambor com cortes na cabeça e no pescoço.

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_02

Késia Freitas Cardoso, de Paraíso do Tocantins, foi encontrada morta em Uberlândia
(Foto: Reprodução/Facebook)

Dezenas de pessoas acompanharam o velório dentro e fora da casa, no setor Oeste. Na ocasião, foi exibido um vídeo em homenagem à jovem com fotos de Késia e músicas que ela gostava. Por volta das 9h, o corpo foi levado para a Paróquia São José Operário. O carro funerário foi seguido por outros veículos e moradores da cidade. No templo, aconteceu uma missa de corpo presente. Ao final, o irmão da jovem, o arquiteto Hilson Cardoso, sócio de Késia em uma empresa de Palmas, discursou e lamentou a morte prematura da irmã: “Não dá para acreditar. Que seja feita a vontade de Deus. Os planos que a gente tinha, nós vamos prosseguir”.

Após a missa, parentes seguiram para o cemitério Bom Jesus, onde o corpo foi enterrado, por volta das 10h30. Comoção e indignação marcaram o enterro de Késia. O primo dela, Victor Hugo Moraes disse que a família está em choque. “Nossa família está completamente estarrecida, os corações estão despedaçados. Estamos diante de uma atrocidade e esperamos que este crime seja elucidado o mais rápido possível e que as autoridades competentes possam apurar o ocorrido e que o judiciário execute seu papel”.

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_03

Corpo da jovem foi velado em uma caixão lacrado, na casa de uma tia dela, em Paraíso do Tocantins
(Foto: Jesana de Jesus/G1)

Da alegria à tristeza
No último sábado (17), dia em que os parentes receberam a notícia do desaparecimento da jovem, a família estava em clima de festa. No mesmo dia, aconteceria na casa da tia, onde foi realizado o velório, um chá de bebê de uma cunhada de Késia. O evento precisou ser cancelado. “Haveria um chá de bebê, a família já se encontrava reunida quando nós recebemos a notícia do desaparecimento dela. Inicialmente, nós ficamos preocupados e estabelecemos contato com a pessoa que acompanhava ela em Minas Gerais”, contou o primo Victor.

No dia seguinte, no domingo (18), quatro pessoas da família, entre elas dois irmãos de Késia, saíram de Paraíso do Tocantins com destino a Uberlândia com o intuito de ajudar nas buscas. O desaparecimento dela foi registrado na sexta-feira (16). Segundo informações de uma amiga, a jovem sumiu após pegar um táxi na região central com destino ao Bairro Jardim Célia, onde tinha um encontro marcado. Ela saiu por volta das 14h e não voltou mais. O corpo só foi encontrado na segunda-feira dentro de um tambor, no Bairro Industrial.

Segundo a Polícia Militar (PM), um funcionário de uma obra na Rua Geraldo Moreira e Silva viu a jovem morta e informou a guarnição. A perícia identificou que ela estava nua, enrolada em um pano e com cortes na cabeça e no pescoço. Próximo ao local foi encontrado um comprovante de cartão com o nome da garota.

Késia era natural de Paraíso do Tocantins, mas morava em Uberlândia há pelo menos três anos. Segundo um amigo de infância da vítima, Max Viana Panta, 27 anos, ela trabalhava em uma clínica médica. Ele disse ainda que a jovem estava com planos de voltar para o Tocantins.

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_04

Parentes e amigos se emocionam em velório de Késia Freitas, em Paraíso do Tocantins
(Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_05

Velório de Késia Freitas foi nesta quarta-feira (21) (Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_06

Moradores de Paraíso do Tocantins acompanharam o velório da jovem (Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_07

Mãe de Késia Freitas segura a foto da filha ao sair da Igreja São José Operário (Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_08

Parentes e amigos de Késia Freitas participaram da missa de corpo presente, em Paraíso do Tocantins (Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_09

Corpo de Késia Freitas foi velado e enterrado em Paraíso do Tocantins (Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_10

Após o velório de Késia Freitas, dezenas de carros e moradores seguiram até a Igreja São José Operário (Foto: Jesana de Jesus/G1)

kesia_freitas_enterrada_paraiso_tocantins_11

O corpo da jovem foi enterrado no cemitério Bom Jesus, em Paraíso do Tocantins (Foto: Jesana de Jesus/G1)

G1 Tocantins