Estudante atropelada após sair de faculdade morre em Palmas



Informação foi confirmada pelo IML; velório será realizado em Guaraí.
Thaynara Portilho estava internada em estado grave no HGP.

thaynara-portilho

Thaynara Portilho era estudante do 7º período de direito (Foto: Divulgação)

A estudante de 20 anos que foi atropelada após sair de uma faculdade particular em Palmas, morreu na noite desta quarta-feira (27). Thaynara Ashilley Portilho Oliveira estava internada em estado grave no Hospital Geral de Palmas desde a segunda-feira (25). A morte foi confirmada pelo Institulo Médico Legal em Palmas.

O IML informou ao G1, na manhã desta quinta-feira (28), que o corpo da jovem já foi liberado. O órgão não soube informar as causas da morte da estudante.

Uma amiga da vítima também confirmou o falecimento e disse que o corpo foi levado para Guaraí, onde será velado. A família da jovem mora na cidade, a 173 km da capital.

O G1 tentou contato com a família da jovem, mas os telefonemas não foram atendidos. Nas redes sociais, parentes e amigos publicam mensagens de luto e lamentam a morte da unversitária.

Entenda
A jovem de 20 anos foi atropelada após sair de uma faculdade particular na quadra 504 Sul, na última segunda-feira. Ela foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e levada em estado grave para o Hospital Geral de Palmas (HGP). Thaynara fazia o 7º período do curso de Direito.

Uma amiga de faculdade, que preferiu não se identificar, contou que a turma fazia prova na noite de segunda-feira, mas Thaynara resolveu sair mais cedo porque não estava se sentindo bem.

Ela ficou internada no Hospital Geral de Palmas por mais de dois dias. Na última terça-feira (26), a família chegou a publicar na web mensagens de desabafo após boatos de que a jovem teria morrido. “Parem de matar a nossa princesa”, disse a irmã da garota.

O suspeito do atropelamento se apresentou na delegacia horas depois do acidente. A Secretaria de Segurança Pública informou que o jovem fez exame de alcoolemia no IML de Palmas e não houve indícios do consumo de bebida alcoolica.

Conforme a Polícia Militar, o rapaz, de 19 anos, disse que trafegava no sentido sul-norte quando foi surpreendido por uma pessoa atravessando na frente do veículo e não teve como evitar o atropelamento.

Procurada, a família do jovem preferiu não se pronunciar sobre o caso.

G1 Tocantins